História

Uma das maiores cidades da Região Metropolitana do Recife, Abreu e Lima está localizada na Zona da Mata Norte de Pernambuco, distante 18 quilômetros da capital, o Recife. Sua história começa em 1540 com o início da povoação da Sesmaria de Jaguaribe, embrião que deu origem à cidade, antes denominada Maricota - nome de uma senhora, dona Maricota, muito querida entre os habitantes locais. Segundo historiadores, existem registros de que nestas terras, precisamente no Engenho Jaguaribe, teria sido travado o primeiro combate da Revolução Praieira, em 1848.

Abreu e Lima passou 400 anos sobre o domínio político e administrativo do município de Igarassu e outros 47 anos, de Paulista. Em 1982, pela lei estadual nº 421, Abreu e Lima foi separada de Paulista, tornando-se uma cidade autônoma. O atual nome do município é uma homenagem ao general José Inácio de Abreu e Lima, filho de um dos principais líderes da Revolução Praieira, o padre Roma, e também um notável político, escritor e jornalista pernambucano que lutou ao lado de Simão Bolívar pela independência da Venezuela.

População

Uma característica que chama a atenção de quem visita Abreu e Lima é sua extensão territorial, sendo mais de 75% da área na zona rural. Em 2010, pelo Censo do IBGE, a população era de 94.429 habitantes, a maior parte da zona urbana onde residem 86.627 pessoas. Na zona rural vivem outras 7.802.

Economia

Abreu e Lima tem um variado comércio e um crescente parque industrial que abriga empresas pernambucanas, nacionais e multinacionais como o grupo francês Weber Saint Gobain, fabricante da argamassa Quartzolit, a Bombril, referência em produtos de limpeza, e a Adimax que produz rações para pets. E nacionais como a Venozan, Hair Fly e Zeca’s, entre outras.

Na área rural, os trabalhadores cultivam frutas e verduras que são comercializadas na tradicional feira livre de Abreu e Lima, localizada às margens da BR-101 Norte, e de cidades vizinhas como Paulista, Igarassu e Camaragibe, e até na Ceasa – o maior centro de hortifruti do Estado. No município se produz laranja, limão, milho, feijão, macaxeira, inhame, batata doce, coco, banana e verduras em geral. Ainda podem ser vistas plantações de flores tropicais e pequenas criações de suínos, gado, aves e abelhas para produção de mel.